quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Besteira é não seguir o coração

A depender de mim

A depender de mim
Os psicanalistas estão fritos
Eu mesmo é que resolvo os meus conflitos
Com aspirina amor ou com cachaça
Os gritos todos virarão fumaça
A dor é coisa que dói e que passa
Curar feridas só o tempo há de
Toda regra para o bem da humanidade
É certo necessita de exceção

A depender de mim
Os publicitários viram bolhas
Eu sei como fazer minhas escolhas
E assumir os erros que lá vem
Se a alma finca pé os medos somem
Menino nunca deixe que te domem
Meu pai dizia o verdadeiro homem
Sabe o que quer ainda que não queira
Besteira é não seguir o coração

A depender de mim
Os padres e pastores serão tristes
Eu penso mesmo que deus não existe
E ainda assim quem sabe eu creia em deus
Se deus é o outro nome da verdade
Deste momento até a eternidade
Eu o levo entre mentiras e trapaças
Besta felicidade frágil farsa
Do que preciso riso preces e paixão

(Zeca Baleiro)

Ouçam aqui!

5 comentários:

  1. Quero imprimir essa letra e sair entregando isso na rua. É simplesmente SENSACIONAL!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha! Concordo com a Gabi. Zeca Baleiro arrasa, né?

    ResponderExcluir
  3. Ai, ficou tão lindo esse post, Mel!

    ResponderExcluir