sábado, 31 de julho de 2010

Quase insuportável e indescritível...


"Eu sinto uma beleza quase insuportável e indescritível. Como um ar estrelado, como a forma informe, como o não-ser existindo, como a respiração esplêndida de um animal. Enquanto eu viver terei de vez em quando a quase-não-sensação do que não se pode nomear. Entre oculto e quase revelado. É também um desespero faiscante e a dor se confunde com a beleza e se mistura a uma alegria apocalíptica."

Clarice Lispector. In UM SOPRO DE VIDA.

3 comentários:

  1. quem nunca sentiu dentro de si essa beleza insuportável???

    ResponderExcluir
  2. adorei o termo 'alegria apocalíptica'. Clarice é demaaais!

    ResponderExcluir