sábado, 24 de abril de 2010

Uma nesga de sol, uma cama bem aquecida e um poema dele...


Bom dia, minhas amadas literatas!
Nada como começar este sábado ensolarado e lindo com um poema de Drummond, não acham?!
Eis a minha sugestão de hoje!


Segredo

A poesia é incomunicável.
Fique torto no seu canto.
Não ame.

Ouço dizer que há tiroteio
ao alcance do nosso corpo.
É a revolução?o amor?
Não diga nada.

Tudo é possível, só eu impossível.
O mar transborda de peixes.
Há homens que andam no mar
como se andassem na rua.
Não conte.

Suponha que um anjo de fogo
varresse a face da terra
e os homens sacrificados
pedissem perdão.
Não peça.

4 comentários:

  1. Lindoo!!! Não conhecia esse poema! ^^

    ResponderExcluir
  2. Também não conhecia! Queria saber expressar em palavras o que Drummond causa em mim...

    ResponderExcluir